Buscar
  • secretaria7442

SÍMBOLOS X DIÁBOLOS

O ano passado (2020) e o atual (2021) não estão sendo fáceis. Em tempos como o nosso, em plena pandemia, politização, medos e angústias, é comum sermos afetados por este caos. Quero deixar de lado um pouco todas estas intempéries e focar em algo que traga significado mais positivo, daqueles que nos levam a reflexões mais simbólicas. Por falar em símbolos, vamos compreender algumas relações que isso traz à nossa vida.


Segundo o site https://www.gramatica.net.br/, A palavra “símbolo” tem sua origem no Latim SYMBOLUM, que significa “marca, símbolo” este, por sua vez, é derivado do grego clássico SIMBOLON, “senha garantia”. Esta palavra grega é formada por SYN, que significa junto, e BALLEIN, que tem o significado de “lançar, arremessar, atirar”, sua tradução literal seria “atirar junto”.


Fica claro nestes termos que a palavra Símbolo tem por si só o “poder” de unir, juntar e esta união traz significado. Se eu colocar algumas letras soltas como estas (A P G O L C S O I I), dificilmente encontramos significado, afinal de contas se trata apenas de caracteres (numa próxima oportunidade falaremos sobre caracteres), mas, se organizá-las e uni-las, a palavra “PSICOLOGIA” é formada e um novo símbolo surge dando-nos o seu significado: "estudo da alma" (ψυχή, psyché, "​alma" - λογία, logia, "tratado", "estudo").


Outros símbolos trazem seu significado particular, vejamos abaixo alguns:

Acredito que ao olhar para estes símbolos, veio à tua memória o significado de cada um.


Perceba o quanto é real a questão da união: Para os Cristãos, a CRUZ é símbolo de união, um ato heróico de Jesus em unir Deus aos homens; O Símbolo da MEDICINA, nem preciso relatar o esforço desses heróis em salvar vidas; O Símbolo das OLIMPÍADAS que apesar da disputa, une pessoas incentivando e torcendo pelo seu país.


Os exemplos são amplos, porém, como eu disse no início deste texto, estamos em tempos difíceis e ao invés de unir estamos cometendo alguns equívocos e partindo rumo ao significado oposto de símbolo. Pois bem, a palavra que se opõe ao “símbolo” é a palavra “diábolos” originária do grego o que me remete a palavra “diabo” que etimologicamente significa: o que cinde, separa, atira para longe, rasga, condena., qualquer semelhança não é mera coincidência ao que tange os dias atuais. Vivemos literalmente em dias “diabólicos”, de forma que a pandemia nos separa; A politização gera o caos, divide o povo, rompe casamentos, amizades e a sociedade está um caos.


A falta de alento, de união (símbolo), gera medo e angústia, os índices de suicídios se elevaram substancialmente pois de alguma forma estamos só, como caracteres aleatórios.


A verdade é que precisamos de alguma forma significar o outro, nos importar. Buscar dentro de si algo que possa unir. Um “oi” no whats para aquele amigo/ parente. Que tal um café ou chá da tarde on-line? Uma pausa no tempo para boas reflexões trazendo à tona lembranças das quais lhe trará alegria. Convido a todos a ocupar mais o tempo sendo, amigo, filho, pai ou mãe, avós, tio, se eu apelar mais um pouco, que tal… que tal sermos crianças? E se hoje, for pensar em algum símbolo, que tal este?💗


Flávio Macagnam, Psicólogo, empresa parceira do Grupo CONDOCENTER.

58 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

MOMENTO ESPECIALISTA

por Flávio Macagnam Hoje quero trazer a vocês algo que é de suma importância para qualquer cidadão de bem que necessita de uma evolução consciente e um aprimoramento mental, atributos necessários para